Blog

Blog

Por que falar de sexo é tão difícil???


Há alguns dias atrás, me perguntaram: “Por que falar sobre sexo ainda é um tabu em pleno no séx. XXI?”

Bem, para explicar um pouco sobre isso, eu também gostaria de fazer algumas perguntas e te convidar a refletir comigo:


- Você teve uma educação para a sexualidade adequada?

- Quando criança ou adolescente, você teve com quem conversar sobre o assunto, com liberdade para fazer perguntas sobre sexo e ouvir respostas esclarecedoras, apropriadas para sua idade?

- Onde ou com quem você aprendeu o que você sabe sobre sexo e sexualidade?


Bem, para grande parte das pessoas, as respostas, infelizmente, não são muito positivas.


Na maioria das vezes, essa educação sexual vem de uma realidade castradora e rígida, fruto de um contexto no qual não se aprendeu a dialogar, mas que se omite, se envergonha e se silencia quando o tema é sexualidade.


Falar sobre sexo é tão difícil, porque é algo desconhecido para nós.


Não fomos ensinados a falar sobre isso, ao contrário, fomos ensinados a não tocar no assunto, nem mesmo com aqueles em que mais confiamos. Não dialogamos sobre isto com nossos pais e aprendemos tudo errado, nas ruas... com os colegas... com as revistas...


Falar sobre sexo e sexualidade ainda é um grande tabu na sociedade moderna, porque carregamos a marca da nossa criação, do pudor extremo das gerações passadas, que mexe com estruturas de culpa muito arraigadas em nós.


O pior é que continuamos perpetuando essa cultura do silêncio, e quanto menos tratamos sobre o tema, mais vulneráveis e indefesas nossas crianças se tornam.


Quando o assunto é transtorno sexual, a dificuldade de falar fica ainda maior! Na maioria dos casos, o indivíduo “sofre calado” durante muito tempo, e vive aprisionado em situações que, em grande parte das vezes, poderiam ser superadas com ajuda profissional adequada, mas, porque já estamos acostumados, não conseguimos romper o silêncio, e decidimos pagar “o preço”.


A educação sexual (ou a falta dela), é um dos maiores causadores de transtornos sexuais, pois dão origem a uma imagem distorcida que o indivíduo acaba tendo de si mesmo e do outro, crenças equivocadas, formadas e reforçadas ao longo da vida... preconceitos e incompreensões culturais, mitos, tabus religiosos e éticos... coisas que trazem tanto sofrimento ao ser humano. E tudo isto poderia ser evitado, ou pelo menos amenizado, com uma educação para sexualidade sadia e apropriada, iniciada desde a infância, principalmente recebida no seio familiar.


A falta de informação e de diálogo ainda é o principal fator que mantém o tabu, e assim vivemos reféns do nosso próprio preconceito, sem conseguir viver uma sexualidade sadia, ajustada e plena... por medo do olhar do outro, da exposição, do julgamento e da rejeição... não falamos sobre nossa sexualidade, nem mesmo com nosso cônjuge ou parceiro(a), pessoa com quem, inclusive, compartilhamos nossa sexualidade!


Reflita sobre isto.

- Quais as barreiras você precisa romper?

- Será a barreira do silêncio? Do medo? Da culpa?


Então... Por que é tão difícil falar sobre sexo?

Creio que agora conseguimos responder a esta pergunta.

Um dos principais motivos, é porque nunca nos permitimos falar sobre isto antes!




Tem dúvidas sobre o tema?

Envie sua pergunta para contato@sarahmartins.com

Destaques
Arquivo
Siga-me
  • Grey Instagram Icon

Você gostaria de ler mais sobre algum outro tema? Deixe sua sugestão!

MedClínica 

R. Arthur Bernardes, 87
Centro - Coromandel/MG 

Fone: (34) 3841-1322

MedSquare

Rua Rafael Marino Neto, 222

Jardim Karaiba - Uberlândia/MG

Terapia Familiar e Sexologia

© 2017 por Sarah Martins

Desenvolvido por Dandoor Publicidade