Blog

Blog

O que é Alienação Parental?


Hoje, dia 25 de abril é o dia internacional contra a alienação parental.

Você sabe o que é a alienação parental?

Bom, em palavras simples esse é o termo dado para situações em que a mãe ou o pai ou avo... induz o filho a romper laços afetivos com o outro genitor. Em outras palavras, é quando o filho é colocado contra o pai ou a mãe.

Isso É comum nos divórcios litigiosos, usar filhos pra se vingar um do outro. Aí começa um jogo terrível de fazer a cabeça da criança, para distancia-la do pai ou da mãe... denegrindo a imagem do outro...

Então a consciência da criança ou adolescente fica afetada, influenciada a destruir o vínculo afetivo com o genitor.

A criança passa a ter uma imagem distorcida do pai, ou da mãe, chegando até a odiá-lo, o que dificultará o relacionamento... as visitas ao filhos podem ficar comprometidas... e a criança cresce alimentando sentimentos muito negativos em relação ao pai ou mãe....

isso causa danos graves à criança ou adolescente, que pode sofrer as consquencias disso pro resto da vida. A criança manipulada fica no meio desse jogo psicológico de disputa por poder... e no fundo no funo a criança e o bem estar da criança é o que menos importa... o que importa é sair vencendo e destruir a imagem do outro.

Mas a gente sabe que num processo de divórcio, de separação, uma das coisas que a gente mais precisa cuidar é a imagem do pai ou da mãe da criança. Não denegrir a sua imagem, não colocar a criança contra o outro...

A criança tem o direito de ter um pai, uma mãe e deles poder receber afeto e ter a convivência, mesmo quando o casamento não á certo.

Então, desde 2010 foi criada a lei de alienação parental para proteger esse direito básico da criança ao vinculo com seus genitores e segundo a lei, alguns exemplos de alienação parental são:

I - realizar campanha de desqualificação da conduta do genitor no exercício da paternidade ou maternidade;

II - dificultar o exercício da autoridade parental; do contato com genitor; e a convivência familiar;

V - omitir do genitor informações pessoais relevantes sobre a criança ou adolescente, inclusive escolares, médicas e alterações de endereço;

VI - apresentar falsa denúncia contra genitor, contra familiares deste ou contra avós, para obstar ou dificultar a convivência deles com a criança ou adolescente;

VII - mudar o domicílio para local distante, sem justificativa, visando a dificultar a convivência da criança ou adolescente com o outro genitor, com familiares deste ou com avós.

E algumas frases que também são perigosas, como:

"Seu pai não liga pra vc, ele abandonou a gente.."

"Liga e pede pra ele comprar isso pra vc..."

"Tá vendo, seu pai não presta!"

Eassim por diante.

Então, fique espero, porque alienação parental, juridicamente pode gerar medidas cautelares, pagamento de multa, perda e inversão da guarda da criança.

Vamos cuidar dos direitos de nossas crianças!!!

Destaques
Arquivo
Siga-me
  • Grey Instagram Icon

Você gostaria de ler mais sobre algum outro tema? Deixe sua sugestão!

MedClínica 

R. Arthur Bernardes, 87
Centro - Coromandel/MG 

Fone: (34) 3841-1322

MedSquare

Rua Rafael Marino Neto, 222

Jardim Karaiba - Uberlândia/MG

Terapia Familiar e Sexologia

© 2017 por Sarah Martins

Desenvolvido por Dandoor Publicidade